Responder, a nosso modo, ao questionário de Cadão Volpato

Cada conto da antologia Questionário, de Cadão Volpato, é disparada, como o título indica, por alguma pergunta: “Como era a sua miss?”, “Qual sua melhor lembrança do carnaval?”. Sobre cada questão, fala um personagem — respondendo, contornando, digredindo. Com isso em mente, ao pé de uma resenha do livro, o escritor Santiago Nazarian sugeriu:

(…) o livro pode ser visto como uma oficina literária. Quem quiser escrever, experimente responder ao questionário do autor, começando pelo final: “Por que escrevo?”.

Propomos realizar a sugestão de Nazarian. Eis o índice de Questionário:

Como era sua miss?
Qual sua melhor lembrança do carnaval?
A santa prestou atenção em vocês?
A casa tinha criados?
Gosta de black music?
Onde você esteve?
O que há no site da cadelinha Li Jun Fan?
Quão velha era sua amante?
Qual sua melhor lembrança da praia?
O que fez no sábado?
Avistou o falcão peregrino?
Quem andou comendo a cerca viva?
Como foi a passagem dele pela IV Internacional?
O que traz a calma perfeita?
O que é que o palhaço fez aquela noite no circo?
Que morte teve o cão?
Como é você?
Quão velho é o seu amante?
Onde foi vista pela primeira vez?
Com quem passou o verão?
O que é você?
Por que ele gostava tanto de dormir?
O que é que você esconde aí?
Já dormiu num automóvel?
Dói?
Já matou alguém?
Que tal Miss Lalá?
Possui algum método favorito?
Por que escrevo?
O que é um rico?

Quer tentar? Envie o seu texto para o e-mail que publicamos no site.

 

 

 

 

 

 

Categorias:Disparadores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *